HEDIONA ®

Floral, jasmim, fresca, de limão, aquosa.

Origem

Proveniente da síntese orgânica, a hediona foi posta em evidência durante o lançamento de l’Eau Sauvage (Dior), em 1966. É dito que suas notas frescas e aéreas de jasmim têm revolucionado a paleta do perfumista. Atualmente, a hediona é um dos produtos mais usados na perfumaria, sendo mais usada nos perfumes masculinos do que nos femininos.

Método de extração

O nome científico da hediona é dihidrojasmonato de metila. Essa molécula existe em seu estado natural na essência de jasmim, porém apenas em traços. Seu perfume é muito distinto daquele da flor fresca e do óleo essencial.

Uso

É usada com frequência nos perfumes, e transmite uma nota de jasmim d'água, fresca e florida com aromas de limão.

Valor e História

A hediona foi descoberta nos anos 1960. Atualmente, existem diversas qualidades, com notas mais ou menos floridas, frutais ou frescas.

ÁGUAS E BRISAS PIMENTINHA FACEIRA
POLO BLACK
Voyage d’Hermès

Você não encontra o seu perfume?

Mostrar mais

Nenhum resultado para esta pesquisa

Explorar mais fragrância ?

Discover lança através de uma marca específica ou a família olfativa dependendo da sua preferência

Refinar a seleção