Revista OSMOZ

Sempre Gabriela... Sabatini!

19 november 2012

 

Ela nasceu assim, cresceu assim, e parece que vai ser sempre assim, como diz a canção que embalava a novela Gabriela, baseada no romance de Jorge Amado. E, tal como a personagem, faz um baita sucesso por aqui. Estamos falando da fragrância Gabriela Sabatini, uma das mais vendidas no Brasil, desde sua criação, há 23 anos. A ex-tenista que dá nome ao perfume esteve no Brasil na semana passada para comemorar esse êxito e contar um pouco sobre a criação que encanta as brasileiras até hoje. Bronzeada, linda e em forma aos 42 anos, Gabriela Sabatini falou à editora de beleza Bel Ascenso na suíte presidencial do Hotel Tívoli, em São Paulo.

Você imaginava que seu perfume, lançado em 1989, fosse um sucesso no Brasil até hoje?

Nunca, especialmente porque eu tinha 16 anos quando ele começou a ser elaborado, e foi lançado quando fiz 19. Jamais pensei que um perfume fizesse esse sucesso, ainda mais considerando o de uma esportista, ou seja, de alguém de fora do universo da beleza. Mas foi justamente o que me cativou, pois era algo bem feminino, em contraste com o mundo do esporte.

Que tipo de mulher usa Gabriela Sabatini?

Uma mulher que se sente segura, que seja natural, muito apaixonada, pois é um perfume intenso, com personalidade.

Há algum fato que você considere interessante a respeito dessa criação?

Muitas jovens me dizem que, como suas mães, também usam meu perfume. E o curioso é que elas não me conhecem como tenista, e sim como dona dessa fragrância. É incrível, passou de geração para a outra!

 

Hoje é comum celebridades darem seus nomes e participar ativamente da elaboração do produto. Qual o seu grau de envolvimento com a criação?

Me envolvi totalmente, desde o começo. Lembro que na época, entre um jogo e outro, ia para o hotel e experimentava diferentes aromas, analisava os frascos, as cores, todo o conceito. Foram três anos nesse processo.

E por que você escolheu a família olfativa floral?

Eu era jovem, e as flores estavam muito relacionadas a meu momento naquela época. 

Esse perfume tem notas de mandarina, neroli, jasmim, lírio, sândalo, âmbar, entre outras. Se fosse fazer seu primeiro perfume agora, o que  mudaria na composição?

Nada. Cada vez que o sinto, gosto mais dele. É minha paixão eterna. Creio que perfumes estão ligados a momentos, e esse representou momentos muito lindos e importantes da minha vida.  

Você é fiel a uma marca ou usa várias, conforme o humor ou a ocasião?

Eu usei vários perfumes ao longo desses anos, todos da minha própria marca. Atualmente, alterno entre dois – o primeiro, Gabriela Sabatini, e o Latin Dance, ambos da minha linha de fragrâncias.

Que aromas inspiram você? Há algum particular, relacionado a uma memória olfativa marcante?

O cheiro da praia, do verde (campo) e das flores me inspira bastante. Gosto de todos os aromas que tenham a ver com a liberdade. Sobre memória olfativa, é difícil descrever... não é necessariamente uma coisa concreta, entende? Me lembro vivamente do cheiro do lugar onde ia passar as férias, em Mar Del Plata, muito particular e inesquecível.

“Tenis is my game. This perfum is my love” era o slogan do seu primeiro perfume. E atualmente, qual é seu jogo e seu amor?

A essência da conquista. Creio que o importante é ter sonhos, objetivos, e trabalhar para conquistá-los. Pode ser a conquista de uma viagem, de um homem, de um projeto de trabalho. 

 

Bel Ascenso

Bel Ascenso

Descubra seu perfil

Jornalista especializada em beleza, colabora com várias revistas femininas, como Elle e Estilo, revistas customizadas, sites e blogs de beleza. Meu primeiro perfume Calèche, de Hermès Meu perfume preferido Mais que um... Light Blue, de Dolce e Gabbana/L’Eau d’Hadrien, de...

  • 04 november 2013

    Ele me lembra minha irmã. =)

    Reportar abuso
  • 22 december 2012

    Esse perfume é maravilhoso. Eu diria que chega a ser atemporal, pois conheci quando era adolescente, e sempre que acaba, tenho que ter outro, para usar em ocasiões especiais. Mesmo o tempo e as novas fragrâncias não me fizeram deixa-lo de lado. Adoro!

    Reportar abuso
  • 29 november 2012

    Gabriela Sabatini é aquele perfume que você ama ou odeia. Se borrifado com cuidado e em pouca quantidade torna-se uma fragrância absolutamente cativante, duradouro e não sufoca ninguém. Porém, se exagerar... Acredite, ele fica insuportável. Contudo, amo o meu Gabriela Sabatini, considero um perfume maravilhoso.

    Reportar abuso
  • 23 november 2012

    lembro que ganhei um gabriela do meu avô quando eu ainda era adolescente. na época, eu achei que ele era gostosinho e fixava pouco. mas estranhamente o cheiro dele nunca me saiu da memória... agora que o meu avô se foi, acho que preciso de outro frasco!

    Reportar abuso
Você quiser ler mais comentários ? Veja mais
  • 19 november 2012

    O perfume que leva o nome da tenista é excelente, principalmente na relação custo-benefício. Totalmente inadequado ao nosso clima, porém amado no país. Pena que outras criações com seu nome foram descontinuados. Porém ouvi dizer que ela pretende lançar um nome perfume em breve... Aguardo ansiosa.

    Reportar abuso
Você quiser ler mais comentários ? Veja mais